Arquivo da categoria ‘Amistoso

Brasil não consegue segurar Messi e sofre virada da Argentina: 4 a 3   Leave a comment

O Brasil voltou a sofrer com a maestria de Lionel Messi na tarde deste sábado, em Nova Jersey. Se antes muitos cobravam que o camisa 10 não resolvia para os ‘hermanos’, agora ele assumiu a responsabilidade e passou por cima do time canarinho. Com três gols, foi fundamental na vitória de sua equipe por 4 a 3 sobre a Seleção de Mano Menezes, no MetLife Stadium, nos Estados Unidos.

Mas não foi fácil para a Argentina. O Brasil ficou à frente do placar por duas vezes. Os gols do time brasileiro foram marcados por Rômulo, Oscar e Hulk. Além dos três de Messi, o zagueiro Federico Fernández após cobrança de escanteio fez o outro gol para os hermanos.

A seleção brasileira a partir de agora vai se preparar para os Jogos de Londres. A convocação definitiva para o torneio será divulgada no dia 6 ou 9 de julho. A CBF ainda não definiu a data.

Vale lembrar que esse foi o terceiro encontro entre Messi e Neymar. Nos anteriores, vitória do argentino. O primeiro aconteceu entre as equipes nacionais em Doha, no Qatar. O segundo foi na goleada por 4 a 0 do Barcelona sobre o Santos, em partida válida pela final do Mundial de Clubes da Fifa.

O jogo

Os primeiros minutos de jogo mostraram um Brasil disposto a pressionar a Argentina em seu campo de defesa. Neymar estava até melhor do que Lionel Messi. O Brasil seguia melhor, mas desperdiçava muitas oportunidades de gol. Sandro marcava Messi em cima. Não deixava o melhor do mundo tocar na bola. Aos 22, em jogada ensaiada treinada por Mano Menezes nos últimos dias, Neymar cobrou rápido e encontro Rômulo dentro da área. O volante soltou a bomba e abriu o marcador.

O time canarinho seguiu melhor e teve chance de ampliar o marcador. Aos 27, Neymar recebeu lançamento de Rômulo, entrou na área e levou um tranco. Pênalti não marcado pelo árbitro americano Jair Marrufo. Como Neymar não marcou, Messi tratou de iniciar o seu show. Aos 31, Messi invadiu a área e tocou na saída de Rafael. Três minutos depois, o camisa 10 tabelou com Dí Maria, recebeu na frente, passou pelo arqueiro brasileiro e virou a partida.

Mesmo com a virada, o Brasil seguiu tendo uma boa atuação. Buscava o ataque, e a Argentina esperava as vaciladas do time brasileiro. A persistência do Brasil surtiu efeito. Aos 10, Oscar tabelou com Leandro Damião e recebeu dentro da área. O jogador dominou de frente para Romero e tocou na saída do arqueiro para deixar tudo igual.

Aos 26, a virada brasileira: Neymar cobrou escanteio da esquerda, Romero falhou e deixou a bola escapar, Hulk pegou de primeira e marcou de canhota. Brasil 3 a 2. E mais uma vez a rede balançou após escanteio. Mas, dessa vez, para a Argentina: Messi cruzou e Fernández, de cabeça, voltou a empatar aos 30.

Aos 39, Messi resolveu a parada. Dominou pela direita, deixou Marcelo para trás, arrancou e chutou de fora da área, no ângulo direito de Rafael. Golaço. Vitória argentina por 4 a 3.

De: GloboEsporte.com

Publicado 09/06/2012 por rdg em Amistoso, Brasil, Futebol, Notícias

Enfim, jogamos mal   Leave a comment

– Ahá! Jogou mal! Perdeu! E agora? O que você tem a dizer?

Jogamos mal, enfim. Nosso futebol dos dois amistosos anteriores desapareceu diante da Seleção do México, que venceu por 2 a 0. Não conseguimos nos arrumar em campo, tivemos um pênalti a nosso favor não marcado, houve confusão e a chance de gol mais clara que tivemos foi um lance digno do ‘Inacreditável Futebol Clube’. Ou seja, não deu nada certo.

Mas chega de dizer coisas que todos sabem. Primeiramente, lembremos que nem só de vitórias vive um time. Depois, devemos admitir: Sim, perdemos. Sim, jogamos mal.

Mas, vamos lembrar que quando se torce, se torce em qualquer situação: nas vitórias, derrotas, glórias ou crises. Torcer só nas vitórias e glórias é muito simples. Seguir com o time na derrota e na crise é que mostra quem está com o time sempre.

Torcer contra? Contra o seu país? Ok, cada um com o seu cada um, desde que você torça mesmo sempre para a seleção adversária. Torcer contra o Brasil apenas para ‘seguir a moda’ ou por implicância não serve de nada. É infantilidade pura. Que tal lembrarmos de quem aqueles 11 jogadores estão representando? A nossa pátria. Nossa honra.

Sábado que vem temos mais um páreo, desta vez contra a nossa maior rival, a Argentina. E provavelmente muitos brasileiros, mesmo sem perceber, estarão torcendo contra o Brasil, mesmo sendo os nossos hermanos que estarão do outro lado do campo. Por que eu não sei. Mas provavelmente estarão.

Tomara que eu esteja errado.

Abçs,
Rodrigo aw.

Publicado 03/06/2012 por rdg em Amistoso, Brasil, Futebol

E o apoio?   Leave a comment

Muitos, mas muitos mesmo, em dias de jogos da Seleção Brasileira, enchem minha timeline do Twitter de frases e comentários falando mal ou mesmo desdenhando de como foi ou ‘vai ser’ a atuação brasileira no tal jogo.

Nos dias após os jogos do Brasil, pessoas vêm falar comigo sobre o ‘péssimo’ futebol apresentado por ela e que só ganharam por que a outra seleção era fraca.

Ok, o Brasil vem jogando com países de pouca expressão no futebol mundial, vem jogando somente amistosos por não estar nas eliminatórias, e vem talvez jogando um futebol pouco apresentável.

Talvez?! – você dirá.

Sim, talvez. Já se parou e pensou-se que em amistosos a euforia e rivalidade é muito menor? Que nem de perto há a mesma motivação aos jogadores do que em um jogo oficial?

O que está faltando – e muito – à Seleção Brasileira é o nosso apoio. Está faltando a nossa ansiedade no pré-jogo, a nossa vontade de reunir a família para assistir o Brasil na Copa do Mundo, a nossa euforia a cada gol marcado, nossa festa a cada defesa feita pelo nosso goleiro. Falta o nosso orgulho de levantar, bater no peito e dizer forte: “Sou brasileiro! Torço para uma das melhores seleções do Mundo!”. Falta-nos a lembrança de que somos o futebol que mais vezes conquistamos o mundo: Cinco. Falta-nos lembrar que foi daqui que vieram e ainda estam vindo vários craques mundiais: Kaká, Robinho, Neymar, Alexandre Pato… Pelé!

É claro, placar não define como foi o jogo, mas observe os últimos jogos da seleção. Chega de reclamar que um jogador desfalcou o seu time porque foi convocado e ainda acabou ficando no banco da seleção. Está na hora de pensar pelo outro lado, na possibilidade que ele tem de representar o seu clube na seleção nacional. Pense que ele pode se valorizado ainda mais, ganhando destaque.

Façamos o teste. Amanhã, no jogo do Brasil, deixemos nossa teimosia e nosso pensamento fixo de que a Seleção ‘está uma bosta’ de lado e vamos prestar atenção ao futebol que será apresentado. Orgulho. Sintamos orgulho de ver nossa seleção em campo, como não sentimos a muito tempo, quando nosso apoio foi decaindo, decaindo e decaindo ao ponto em que estamos hoje.

Lembre-se: Aqueles 11 jogadores estam representando o SEU país, a SUA nação. E é de apoio que a Seleção Brasileira precisa para voltar a ser tão temida no futebol mundial. Ou quem sabe vamos ficar sentados esperando pelo gol, que por muitos nem será comemorado.

Seja um simples clube ou uma nação inteira. Sem torcida, falta o reconhecimento, o apoio, o orgulho. Logo, falta o sentido.

Até,
Rodrigo aw.

Publicado 02/06/2012 por rdg em Amistoso, Brasil, Futebol